Instituto Maná do Céu
03/07/2015

PEGADA DO BEM EM CAMPO GRANDE

O INSTITUTO MANÁ DO CÉU será a beneficiado pela campanha Pegada do Bem durante a etapa de Campo Grande, no dia 12. 

Um par de tênis pode ser o ‘empurrão’ definitivo para que jovens atletas continuem a praticar esporte e vejam suas vidas transformadas por meio dele. Pensando nisso, a campanha Pegada do Bem arrecadará calçados entre os participantes do Brazil Run Series/Circuito de Corridas CAIXA em Campo Grande, entre os dias 10 e 12, data da prova. A doação será entregue às crianças e adolescentes do Instituto Maná do Céu para os Povos.

Criado em 2007, o Instituto Maná do Céu para os Povos tem uma série de projetos voltados para a redução da vulnerabilidade social nos bairros onde atua. Além de atividades e oficinas no contraturno escolar, ensina a criar e cuidar de hortas comunitárias. No projeto Velozes do Amanhã, oferece aulas de natação, judô e atletismo a 360 crianças e adolescentes entre 7 e 17 anos, nos bairros Novo São Paulo, José Abrão e Oliveira III, além da Comunidade Indígena Marçal de Souza.

"O nosso foco é o esporte educacional. Já tivemos, por exemplo, um rapaz com problemas com a polícia, muito agressivo, e que se tornou um dos melhores alunos da sua sala. O esporte pode transformar profundamente a vida desses jovens" destaca Ana Sena, há três anos à frente do projeto Velozes do Amanhã. Durante o processo de formação das crianças e adolescentes atendidos ali, os talentos descobertos são encaminhados ao Centro Olímpico de Mato Grosso. Mas, de acordo com Ana, falta patrocínio para que eles se desenvolvam em alto nível. "Muitas vezes, eles não têm condições nem de pagar a passagem para ir até uma competição."

Para incentivar os pequenos atletas, o projeto organizou em 2014 a 1ª Corrida Velozes do Amanhã, além de dois festivais na comunidade indígena, simulando inclusive a corrida com tora, típica da cultura dos índios. Os participantes foram premiados justamente com tênis. "Eles ficam muito felizes. Muitos chegam para treinar e competir descalços ou de chinelos, porque durante a adolescência crescem rápido e perdem logo seus calçados", conta Ana. 

Onde doar - Os participantes do Brazil Run Series/Circuito CAIXA poderão doar seus tênis usados, e em bom estado, durante a retirada dos kits de participação, na loja Centauro do Shopping Norte Sul Plaza, nos dias 10, das 10 às 20 horas, e 11, das 10 às 17 horas. No dia 12, domingo, o Espaço Pegada do Bem, localizado na arena da prova, também receberá doações. 

Realizado desde 2004, o Circuito CAIXA conta com a chancela da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), e passa por quatro das cinco regiões brasileiras. Depois de Uberlândia (30/5), Goiânia (7/6) e Salvador (28/6), a competição vai a Campo Grande (12/7), Fortaleza (2/8), Recife (9/8), Porto Alegre (30/8), Brasília (13/9), Ribeirão Preto (27/9), Curitiba (18/10), Belo Horizonte (15/11) e São Paulo (22/11). As 12 corridas somam pontos para o Ranking CBAt/CAIXA de corredores de rua. Os dez primeiros colocados no ranking, no masculino e no feminino, garantem o patrocínio da CAIXA para 2016.

A competição é uma realização da HT Sports, com patrocínio da CAIXA Econômica Federal e co-patrocínio da Centauro. Em Campo Grande, conta ainda com o apoio da Federação de Atletismo do Mato Grosso do Sul e supervisão técnica da CBAt.